Instituto Cultural de Ponta Delgada

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

Arquivo

Ben Carlin e o jipe anfíbio "Half-Safe" - Ponta Delgada, São Miguel, Açores

  • Arquivo
  • Arquivo
Nível de Descrição: Documento simples
Código de Referência: PT/ICPD/CFD.00028
Tipo de Título: Atribuído
Datas de Produção: 1950
Dimensão e Suporte Positivo, papel, p/b, 80x130 mm, gelatina e sais de prata
Autoria/Produção: Foto Rápida (Ponta Delgada, Portugal)
Entidade Detentora: Instituto Cultural de Ponta Delgada
História Administrativa / Biográfica / Familiar:

Foto Rápida, fundada por José de Melo Vasconcelos Araújo (1901-1971), em 1927, na cidade de Ponta Delgada. Após a morte do fundador, o filho Quintiliano Araújo manteve o estabelecimento em atividade, até o seu encerramento em 2013. Funcionou primeiro na Rua Luís Soares de Sousa, passando depois para a Rua Joaquim Nunes da Silva e por fim, em 1929, para a Rua dos Mercadores, n.º 52. O seu espólio conserva-se hoje na Oficina-Museu das Capelas.

História Custodial e Arquivística:

Acervo do Instituto Cultural de Ponta Delgada. Doação: Francisco Afonso do Canto Homem de Noronha (Janeiro, 2018).

Fonte Imediata de Aquisição ou Transferência: Doação
Âmbito e Conteúdo:

O jipe anfíbio "Half-Safe", com Ben Carlin ao comando, sendo varado junto às antigas instalações do Centro de Aviação Naval dos Açores, em Ponta Delgada. Fotografia realizada no dia 11 de outubro de 1950. Frederick Benjamin Carlin (1912-1981), da naturalidade australiana, foi a primeira e única pessoa a circum-navegar o mundo num veículo anfíbio. O veículo utilizado foi um Ford GPA (G=Government, P=80" wheelbase, A=Amphibious), uma versão anfíbia do jipe Ford GPW usado pelas forças aliadas durante a II Guerra Mundial, com adaptações técnicas feitas pelo próprio Carlin e batizado para a ocasião com o nome de "Half-Safe". A primeira parte do projeto de circum-navegação seria a travessia do oceano Atlântico, entre a América do Norte e a Europa, via arquipélago dos Açores. A aventura iniciou-se a 19 de julho de 1950, na cidade de Halifax (Canadá), sendo Ben Carlin acompanhado pelo mulher Elinore. Após 23 dias no mar chegaram à ilha das Flores, a mais ocidental do arquipélago açoriano, prosseguindo depois para o Faial, Terceira e São Miguel, onde aportaram a Ponta Delgada a 9 de outubro, aí permanecendo alguns dias para reparações. A rota progrediria em seguida pela a Madeira, Canárias, Marrocos e Espanha, de onde avançaram através de alguns países europeus por via terrestre, para finalmente atravessarem o Canal da Mancha e terminarem a façanha em Birmingham (Inglaterra), a 1 de janeiro de 1952. As memórias da travessia transatlântica seriam registada por Ben Carlin no livro Half-Safe: Across the Atlantic by Jeep (Londres, 1955).

Condições de Reprodução:

Livre acesso

A utilização da imagem deve ser sempre acompanhada do respetivo crédito e código de referência
Ex.: ICPD/Coleção Fotográfica Digital: PT/ICPD/CFP.*****

Tipologia Documental: Outra
Assunto:

Viagens e explorações : Travessia atlântica : Ben Carlin (1912-1981) : Half-Safe : Ponta Delgada (São Miguel, Açores) : 1950

Idioma e Escrita: Português
Existência e Localização dos Originais: Instituto Cultural de Ponta Delgada [Ref.ª: ICPD-CF.00004]
Data de Criação: 14 Fevereiro de 2018 às 17:53
Data de Modificação: 21 Junho de 2018 às 15:25
REGISTO ANTERIOR RETROCEDER PRÓXIMO REGISTO