Instituto Cultural de Ponta Delgada

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

Arquivo

Ben Carlin e o jipe anfíbio "Half-Safe" - Ponta Delgada, São Miguel, Açores

  • Arquivo
  • Arquivo
Nível de Descrição: Documento simples
Código de Referência: PT/ICPD/CFD.00029
Tipo de Título: Atribuído
Datas de Produção: 1950
Dimensão e Suporte Positivo, papel, p/b, 80x130 mm, gelatina e sais de prata
Autoria/Produção: Foto Rápida (Ponta Delgada, Portugal)
Entidade Detentora: Instituto Cultural de Ponta Delgada
História Administrativa / Biográfica / Familiar:

Foto Rápida, fundada por José de Melo Vasconcelos Araújo (1901-1971), em 1927, na cidade de Ponta Delgada. Após a morte do fundador, o filho Quintiliano Araújo manteve o estabelecimento em atividade, até o seu encerramento em 2013. Funcionou primeiro na Rua Luís Soares de Sousa, passando depois para a Rua Joaquim Nunes da Silva e por fim, em 1929, para a Rua dos Mercadores, n.º 52. O seu espólio conserva-se hoje na Oficina-Museu das Capelas.

História Custodial e Arquivística:

Acervo do Instituto Cultural de Ponta Delgada. Doação: Francisco Afonso do Canto Homem de Noronha (Janeiro, 2018).

Fonte Imediata de Aquisição ou Transferência: Doação
Âmbito e Conteúdo:

O jipe anfíbio "Half-Safe", com Ben Carlin sobre o tejadilho, varado junto às antigas instalações do Centro de Aviação Naval dos Açores, em Ponta Delgada. Fotografia realizada no dia 11 de outubro de 1950. Frederick Benjamin Carlin (1912-1981), da naturalidade australiana, foi a primeira e única pessoa a circum-navegar o mundo num veículo anfíbio. O veículo utilizado foi um Ford GPA (G=Government, P=80" wheelbase, A=Amphibious), uma versão anfíbia do jipe Ford GPW usado pelas forças aliadas durante a II Guerra Mundial, com adaptações técnicas feitas pelo próprio Carlin e batizado para a ocasião com o nome de "Half-Safe". A primeira parte do projeto de circum-navegação seria a travessia do oceano Atlântico, entre a América do Norte e a Europa, via arquipélago dos Açores. A aventura iniciou-se a 19 de julho de 1950, na cidade de Halifax (Canadá), sendo Ben Carlin acompanhado pelo mulher Elinore. Após 23 dias no mar chegaram à ilha das Flores, a mais ocidental do arquipélago açoriano, prosseguindo depois para o Faial, Terceira e São Miguel, onde aportaram a Ponta Delgada a 9 de outubro, aí permanecendo alguns dias para reparações. A rota progrediria em seguida pela a Madeira, Canárias, Marrocos e Espanha, de onde avançaram através de alguns países europeus por via terrestre, para finalmente atravessarem o Canal da Mancha e terminarem a façanha em Birmingham (Inglaterra), a 1 de janeiro de 1952. As memórias da travessia transatlântica seriam registada por Ben Carlin no livro Half-Safe: Across the Atlantic by Jeep (Londres, 1955).

 

Condições de Reprodução:

Livre acesso

A utilização da imagem deve ser sempre acompanhada do respetivo crédito e código de referência
Ex.: ICPD/Coleção Fotográfica Digital: PT/ICPD/CFP.*****

Tipologia Documental: Outra
Assunto:

Viagens e explorações : Travessia atlântica : Ben Carlin (1912-1981) : Half-Safe : Ponta Delgada (São Miguel, Açores) : 1950

Idioma e Escrita: Português
Existência e Localização dos Originais: Instituto Cultural de Ponta Delgada [Ref.ª: ICPD-CF.00005]
Data de Criação: 14 Fevereiro de 2018 às 18:24
Data de Modificação: 21 Junho de 2018 às 15:26
REGISTO ANTERIOR RETROCEDER PRÓXIMO REGISTO